Quantcast
Seleção

Fernando Santos confrontado no balneário

Jornal A Bola

Jogadores ameaçaram deixar a seleção e 10 recusaram regressar a Portugal no mesmo avião.

Os ânimos exaltaram-se no balneário de Portugal, após a eliminação diante de Marrocos. Segundo a Rádio Nacional de Desporto apurou, juntos de fontes que se encontravam presentes, o técnico Fernando Santos foi duramente confrontado por alguns jogadores da seleção. E não foram só as opções a serem colocadas em causa, também a estratégia para o jogo com Marrocos, mereceram muitas criticas por parte de alguns dos futebolistas com maior ‘peso’ no grupo. Alegadamente, “houve várias quezílias, Rui Patrício, Ronaldo e Cancelo injuriaram Fernando Santos, tendo mesmo ameaçado abandonar a seleção se o treinador ficar”.

Sabe também a RND que existem elementos da equipa técnica que estão a pensar deixar a seleção, mesmo que Fernando Santos se mantenha em funções.

Também a viagem de regresso a Portugal não foi pacífica, apesar do comunicado da FPF a informar que “apenas 14 dos 24 jogadores que ainda estavam com a Seleção farão a viagem para Lisboa, tendo os restantes 10 foram autorizados a ficar no Qatar com as respetivas famílias”, a realidade será outra. Ao que a RND apurou, junto da mesma fonte, alegadamente terão sido os atletas a recusar viajar no mesmo avião.

O ‘mal-estar’ na seleção começou logo no momento em que Fernando Santos anunciou o lote de 26 convocados, com alguns dos jogadores mais influentes a não entenderem a ausência de alguns atletas e a inclusão de outros que, não colocando em causa toda a sua valia, retiravam algum ritmo e qualidade, nomeadamente nas transições a meio-campo.

A ausência de, por exemplo, Fábio Carvalho e Renato Sanches, não terá sido bem entendida por muitos dos atletas. De resto, e tal como a RND apurou junto de fonte próxima do jogador, Fernando Santos terá, alegadamente, enviado uma mensagem a Renato Sanches, ainda antes do Mundial, pedindo-lhe desculpa pela ausência da lista final dos convocados, desconhecendo-se se o terá também feito com mais alguns dos preteridos.

Recorde-se que, ainda antes do Mundial, Fernando Santos tinha afirmado estar tranquilo, independentemente do que viesse a acontecer porque, disse: “tenho contrato até 2024”.

Aguarda-se agora pela reunião entre Fernando Gomes e Fernando Santos para se perceber se o treinador irá continuar em funções ou se, em alternativa, se irá abrir um novo ciclo.

Clique para commentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top