Quantcast
Benfica

Brilhou o Benfica em Turim

Foto: João Paulo Trindade / SL Benfica

O Benfica deslocou-se a Turim, esteve por baixo, cresceu e terminou claramente por cima da Vechia Signora.

Apesar do momento menos bom da Juve, do 8º lugar no campeonato italiano e do clube italiano ter entrado melhor que os encarnados e, por consequência disso, ter chegado ao golo primeiro por Arkadius Milik, o certo é que o Benfica foi respondendo aqui e ali, mas sem criar grandes chances.

A partir dos 20 minutos praticamente só deu Benfica, com os jogadores encarnados a suplantarem a pressão dos Bianchoneri e passaram a controlar e a mandar no jogo.

Aos 43 minutos, João Mário empata a partida de grande penalidade. O Benfica foi para o intervalo por cima da Juve e após o intervalo entrou na segunda parte como saiu para o intervalo. Melhor na pressão sobre o homem da bola e do espaço. Foi nessa pressão e rápida recuperação que os encarnados dobraram o resultado e passaram para a frente do marcador por David Neres. Tudo começou numa recuperação a meio-campo, Enzo passa no meio de dois adversários, entregou a bola a Gonçalo Ramos que entregou a Rafa que chutou para defesa de Perin e, na recarga, Neres rematou forte e de primeira para o fundo da baliza italiana.

O Benfica podia ainda ter marcado por mais um par vezes, mas o guarda-redes italiano esteve sempre no caminho.

Os encarnados saem de Turim com uma reviravolta categórica, 6 pontos no grupo, os mesmos de PSG (ganhou ao Maccabi Haifa 1-3) e conquistam a 12ª vitória em 12 jogos realizados.

Clique para commentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top